• SEO Auditoria OCDMB

Dieta Low Carb: vale a pena ?



Low carb é o termo em inglês que significa cardápio com pouco carboidrato. 


Em uma alimentação tradicional,  50 e 60% das calorias diárias ingeridas vêm dos carboidratos. Na dieta low carb, há redução para  40% ou menos, entretanto,  não há consenso quanto a essa porcentagem  o que dificulta, do ponto de vista científico, chegar a conclusões sobre o método.


Em geral, fala-se em um consumo de 20 a 40% do nutriente em relação às calorias ingeridas em um dia. É uma baixa considerável. A regra é priorizar os carboidratos integrais, como os do arroz integral, e reduzir os refinados, como arroz branco, massas brancas, doces, refrigerantes e alimentos processados. Esse segundo grupo é o mais ligado ao ganho de peso.


Os carboidratos dos cereais integrais devem ser privilegiados aqui, assim como os de outras fontes naturais, como as frutas. No caso das frutas, vale optar sempre que possível versões com casca e evitar sucos, que não contém as desejadas fibras alimentares.


As raízes e tubérculos também entram, mas o ideal é preferir as com maior teor de fibra e baixo índice glicêmico, ou seja, que liberam a glicose progressivamente na corrente sanguínea tais como batata-doce, abóbora e inhame.


Já as gorduras da dieta devem vir principalmente das oleaginosas, como castanhas e amêndoas, azeite de oliva e peixes. As saturadas, das carnes embutidas, processados e cortes gordos do boi e outros animais, são reduzidas, como é a orientação para toda alimentação equilibrada.


Doces, refrigerantes, pão branco, açúcar de mesa farinha de trigo refinada, macarrão e produtos ultraprocessados devem ser evitados nessa dieta.


Quais os pontos negativos da dieta low carb ?


A longo prazo, a privação de carboidratos pode provocar a perda de massa magra, pois as proteínas dos músculos, assim como a gordura, também fornecem energia para o organismo nesse cenário.

O tecido muscular ajuda a regular o metabolismo, então, se ele diminui, o corpo entra numa espécie de estágio poupador de energia, e o metabolismo cai, o que dificulta o emagrecimento no fim das contas. Além disso, como qualquer dieta restritiva, vem a dificuldade de manutenção a longo prazo e chance de reganho de peso.


É fundamental  procurar o endocrinologista ou nutricionista antes de optar pela low carb. Até porque nem todo mundo se beneficia da restrição de carboidratos: algumas pessoas podem eliminar mais quilos e seguirem com mais facilidade uma dieta que corte mais gorduras ao invés de carboidratos. No fim das contas, essas características individuais e o comportamento farão toda a diferença no sucesso da dieta.



Marque sua consulta para uma melhor avaliação médica.

Dra.Tatiana Denck Gonçalves

Endocrinologista

CRM 127.265


Rua Frei Caneca, 558, conjunto 1703,

C0nsolação, São Paulo - SP,

CEP 01307-000

Tel :   011 - 2597- 7181

           011 - 93235-9479

  • Instagram
  • Facebook ícone social

Agendamento de Consultas : Segunda à Sexta a partir das 8hrs . Atendimentos aos sábados pela manhã