• Clinere

ARTRITE REUMATÓIDE - Causas e manifestações extra-articulares




A Artrite Reumatóide (AR) se caracteriza pela inflamação das articulações (juntas), mas é uma doença que pode afetar outros órgãos do corpo. E quais são algumas dessas manifestações extra-articulares?

* Nódulos reumatóides são os mais comuns. São caroços que surgem próximos as articulações ou nos órgãos, como nos pulmões e coração. São relacionados também ao uso de medicamentos com metotrexato e leflunomida. Podem crescer mas podem também reduzir e desaparecer em alguns casos, especialmente na doença controlada;

  • Vasculite reumatóide (inflamação dos vasos) é uma manifestação grave! Pode ocorrer em doença prolongada (AR com mais de 10 anos de duração) e altos níveis de anticorpos (FR e Anti-CCP). Requer um imediato e agressivo tratamento para o controle;

  • Síndrome de Sjögren (olho seco) é a mais frequente das manifestações oculares. Outras são esclerite, episclerite, escleromalácia, esclerite nodular( grave ) que tem alto risco de perfuração;

  • Pneumopatia intersticial (lesão nos pulmões) geralmente assintomática porém pode ser grave em alguns casos! Além de Pleurite (água no pulmão), bronquiolite;

  • Inflamação do coração (miocardite, pericardite);

  • Neuropatias (inflamação dos nervos);

  • Gerais como febre, perda de peso e fadiga (cansaço acima do normal), anemia, trombocitose (aumento de plaquetas no sangue) e muitas outras.

Por isso, necessita um acompanhamento regular com o seu médico e fazer alguns exames de controle para maior segurança do paciente.

Como a maioria das doenças reumatológicas, a causa ainda é desconhecida mas parece vir de muitos fatores associados.

  • Predisposição genética parece ser a principal, onde vemos maior chance da AR na presença da doença na família;

  • Fumo causa surgimento de anticorpos como Anti-CCP e Fator reumatóide. Ele aumenta o risco em até 20 vezes o aparecimento da AR! E o risco parece ser dose dependente;

  • Poluição pode também gerar alteração nos genes das células;

  • Infecções como periodontite (infecção das gengivas) têm alta prevalência nos pacientes com AR (cerca de 2 x maior na AR), microbiota do intestino (bactérias no intestino), vírus (como Epstein-Baar);

  • Obesidade gerando mais inflamação pelo tecido gorduroso;

  • Envelhecimento celular se relaciona com maior chance de alteração nos genes;

  • A presença dos autoanticorpos (anticorpos contra células) fator reumatóide (FR) e anti-peptídeo citrulinado cíclico (ACPA) já estão presentes no sangue antes mesmo de desenvolver a artrite. Eles são muito importantes para o diagnóstico;

  • Dieta com excesso de café e sal também aumentam a chance de desenvolver AR, enquanto que uma dieta com frutas, vegetais e ômega 3 parece proteger!

Com o tratamento adequado se evita a progressão da AR e o surgimento de deformidades, além das outras complicações.

🔸Dra. Raíssa G. Rodrigues -|CRM SP 106600 | RQE 36019 - Reumatologista


41 visualizações

Rua Frei Caneca, 558, conjunto 1703,

C0nsolação, São Paulo - SP,

CEP 01307-000

Tel :   011 - 2597- 7181

           011 - 93235-9479

  • Instagram
  • Facebook ícone social

Agendamento de Consultas : Segunda à Sexta a partir das 8hrs . Atendimentos aos sábados pela manhã